Produtos do modelo BRAMS

Alguns dos produtos disponibilizados são obtidos pelas análises do modelo BRAMS . O BRAMS é uma nova versão do modelo CCATT-BRAMS (Coupled Chemistry Aerosol and Tracer Transport model to the Brazilian developments on the Regional Atmospheric Modeling System, FREITAS et al., 2009a; FREITAS et al., 2009b; LONGO et al., 2010),  que reúne o acoplamento do sistema de modelagem CCATT-BRAMS com o modelo de solo/superfície JULES (Joint UK Land Environment Simulator, MOREIRA et al., 2013).

Informações mais detalhadas sobre o modelo estão disponíveis em: http://meioambiente.cptec.inpe.br.

O CCATT-BRAMS é um modelo de transporte químico atmosférico 3D capaz de simular as emissões, transporte, processos de remoção de gases traços e aerossóis e a reatividade química na atmosfera, acoplado de forma on-line ao modelo atmosférico BRAMS (do inglês, Brazilian Regional Atmospheric Modeling System). O CCATT-BRAMS representa o estado da arte em modelagem de tempo químico, pois aborda a solução do transporte, química e aerossóis acoplada à solução do estado atmosférico.

O modelo BRAMS é a versão brasileira do RAMS (do inglês, Regional Atmospheric Modeling System) (PIELKE et al., 1992; COTTON et al., 2003), ajustada para os trópicos e sub-trópicos.  O BRAMS é um modelo atmosférico baseado nas equações não hidrostáticas compressíveis (WALKO et al., 2000) que simula circulações que vão desde a micro até a macro escala, sendo frequentemente aplicado à simulações de mesoescala. O modelo em questão tem como base o conjunto completo de equações que governam a evolução do estado atmosférico, baseadas nas leis de movimento de Newton e na termodinâmica de um fluido. É equipado com um esquema de aninhamento múltiplo de grades, permitindo que as equações do modelo sejam resolvidas simultaneamente para qualquer número de grades computacionais com diferentes resoluções espaciais. As grades maiores, de menor resolução, são para modelar os sistemas atmosféricos de grande escala, os quais interagem com os sistemas de mesoescala resolvidos nas grades com maior resolução.

O BRAMS contém diversas opções que possibilitam o uso do modelo em um amplo espectro de aplicações e uma variedade de parametrizações físicas para fenômenos atmosféricos como radiação, convecção, microfísica de nuvens, precipitação, transporte turbulento calor, umidade e momento e interação solo-vegetação-atmosfera, entre outros.

Informações adicionais também podem ser encontradas nos artigos de referências como Freitas et al. (2009a),  Longo et al. (2010), Freitas et al. (2011), Longo et al. (2013), Moreira et al. (2013).