Fale Conosco
:: Sexta-feira, 01 de Agosto de 2014
English | Português You Tube RSS Facebook Twitter
A A A







Valid XHTML 1.0 Strict  CSS válido!

Notícias

Compartilhe:
Inpe faz descarte correto de resíduos químicos

Terça-feira, 11 de Abril de 2006

Monitoramento da Amazônia, previsão do tempo, observação do buraco na camada de ozônio: atividades do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia, que visam ao desenvolvimento e bem-estar humanos. Mas a preocupação com o meio ambiente não se restringe a fenômenos externos – ela está dentro dos muros da instituição, que tem sede em São José dos Campos (SP). Prova disso é a Comissão Permanente para Produtos Químicos, criada pelos próprios funcionários para a eliminação correta dos resíduos gerados pelo Instituto.

No último dia 5 de abril, foram retiradas 5 toneladas de resíduos químicos, produzidos principalmente nos laboratórios de química do INPE (que estão no Laboratório de Integração e Testes - LIT, Laboratório Associado de Sensores e Materiais - LAS, Laboratório Associado de Plasma - LAP, Divisão de Geofísica Espacial - DGE). Nesse primeiro descarte, a maior parte dos resíduos veio do Laboratório de Circuito Impresso, que possuía grande quantidade de produtos vencidos devido à redução das atividades de produção desse laboratório.

A Comissão é responsável por três atividades: revisar e atualizar o manual de produtos químicos do INPE, implementar e manter a infra-estrutura do almoxarifado e elaborar projetos básicos para contratação de serviços de descarte de resíduos químicos.

“Enquanto estão armazenados, esses resíduos podem causar danos à saúde dos funcionários em um eventual acidente. No caso de descarte indevido, a pior conseqüência é a contaminação da água dos rios e lençóis freáticos. Como exemplo podemos citar o descarte de óleos: 1 litro de óleo pode contaminar 1 milhão de litros de água”, afirma Maria Lucia Brison de Mattos, do Laboratório Associado de Sensores e Materiais - LAS.

Criada em 12 de julho de 2005, a Comissão Permanente para Produtos Químicos reúne 14 servidores do Instituto, dentre eles funcionários que trabalham na área de química de seus departamentos, e ainda técnicos, um engenheiro de segurança e um administrador de empresas.

Descarte de resíduos no almoxarifado.


Compartilhe:
Busca Notícias



Links Relacionados