Fale Conosco
:: Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017
English | Português You Tube RSS Facebook Twitter
A A A







Valid XHTML 1.0 Strict  CSS válido!

Notícias

Compartilhe:
Clima espacial é tema de reunião das Nações Unidas
Quarta-feira, 01 de Fevereiro de 2017

O monitoramento do clima espacial como uma das ferramentas para garantir a sustentabilidade e o uso pacífico do espaço está entre os temas da 54ª Reunião Técnica do Comitê das Nações Unidas para o Uso Pacífico do Espaço (COPUOS), que acontece em Viena, Áustria, de 30 de janeiro a 10 de fevereiro, com a participação do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

"O grupo de especialistas reconhece a crescente importância das previsões de clima espacial e propõe uma lista de recomendações a serem consideradas para adoção pelos estados membros da ONU", diz Clezio Marcos De Nardin, que gerencia o Programa de Estudo e Monitoramento Brasileiro do Clima Espacial (Embrace) do INPE e representou o país durante o Workshop de Clima Espacial realizado no COPUOS 2017.

Segundo o pesquisador do INPE, o grupo destacou a necessidade de utilizar melhor os dados e os modelos existentes para a tomada de consciência da situação espacial, bem como as previsões de curto e médio prazo, e defendeu novas pesquisas científicas para melhor previsão do clima espacial.

Melhorar a fidelidade das escalas de clima espacial quando em situação severa, dos indicadores nos produtos de previsão, adotar produtos regionais de previsão e, se for caso, o acesso permanente ou aumentado a dados em tempo real, foram apontados como necessidades pelos especialistas.

O grupo enfatizou também que é preciso maior colaboração entre as comunidades científicas e operacionais para a transição de novos resultados de pesquisa em produtos melhorados do clima espacial, incluindo a percepção da situação, o lançamento e os produtos de previsão.

Ainda durante a reunião técnica do COPUOS, houve uma apresentação à mesa diretora e a todos os delegados membros sobre "Oportunidades no INPE em Ciência e Engenharia com Aplicações Espaciais", que destacou todas as áreas do Instituto, suas atividades recentes e vários temas de potencial interesse para cooperação internacional.

Embrace

Por meio de estudos sobre os processos eletrodinâmicos da ionosfera equatorial e de baixas latitudes, os pesquisadores do INPE monitoram parâmetros físicos como características do Sol, do espaço interplanetário, da magnetosfera, ionosfera e da mesosfera. O Embrace/INPE oferece informação em tempo real, na internet, e realiza previsões sobre o sistema Sol-Terra para diagnósticos de seus efeitos sobre diferentes sistemas tecnológicos, em áreas como navegação e posicionamento por satélite (aeronaves, embarcações, plataformas petrolíferas, agricultura de precisão), comunicação (satélites geoestacionários, aeronaves), distribuição de energia (linhas de transmissão, dutos de distribuição de gás natural e petróleo), além dos sistemas de defesa nacional.

Mais informações na página www.inpe.br/climaespacial




Reunião Técnica do COPUOS 2017 em Viena


Pesquisador do INPE representou o programa de clima espacial brasileiro
 

Compartilhe:
Busca Notícias



Links Relacionados
Número 08
Informativo INPE
05 de Janeiro de 2017