Fale Conosco
:: Sábado, 19 de Abril de 2014
English | Português You Tube RSS Facebook Twitter
A A A







Valid XHTML 1.0 Strict  CSS válido!

Notícias

Compartilhe:
INPE estima 4.656 km2 desmatados na Amazônia em 2012
Terça-feira, 27 de Novembro de 2012

A estimativa da taxa anual do desmatamento medida pelo PRODES, o Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), aponta que foram desmatados 4.656 km2 no período de agosto de 2011 a julho de 2012. É a menor taxa desde que o INPE começou a medi-la, em 1988.

Os novos dados do desmatamento foram apresentados pelo diretor do INPE, Leonel Perondi, e pelo coordenador do Programa Amazônia, Dalton Valeriano, durante evento realizado no Ministério do Meio Ambiente (MMA), em Brasília, na manhã desta terça-feira (27/11).

Confira aqui a apresentação dos dados do PRODES 2012.

A taxa estimada em 2012 indica uma redução de 27% em relação ao período anterior, em que foram medidos 6.418 km2. A tabela abaixo apresenta a distribuição da taxa de desmatamento nos estados que compõem a Amazônia Legal.

O PRODES registra como desmatamento as áreas superiores a 6,25 hectares que tenham sofrido o corte raso, que é a remoção completa da cobertura florestal.

A taxa de 2012 foi calculada a partir do mapeamento das imagens do satélite inglês DMC-UK2 e do sensor LISS-3 do satélite indiano ResourceSat-1. Para gerar esta primeira estimativa, o INPE analisou imagens nas regiões onde foram registrados aproximadamente 90% do desmatamento no período anterior (agosto/2010 a julho/2011) e que também cobriram os 43 municípios prioritários (de acordo com o Decreto Federal 6.321/2007, atualizado em 2009), conforme mostra a figura abaixo.



Círculos mostram região mapeada pelo PRODES em 2012 sobrepostos aos municípios prioritários

Os gráficos e tabelas abaixo apresentam a série temporal do PRODES para a Amazônia Legal e por Estados da região.



(a) Média entre 1977 e 1988, (b) Média entre 1993 e 1994 e (d) estimativa



(a) Média entre 1977 e 1988,  (b) Média entre 1993 e 1994 e (d) estimativa



Variação relativa 2000 a 2012

Mais informações sobre o PRODES/INPE na página www.obt.inpe.br/prodes


Compartilhe:
Busca Notícias



Links Relacionados