Fale Conosco
:: Sábado, 21 de Outubro de 2017
English | Português You Tube RSS Facebook Twitter
A A A







Valid XHTML 1.0 Strict  CSS válido!

Notícias

Compartilhe:
TerraClass será apresentado no Mato Grosso
Quinta-feira, 08 de Março de 2012

Na terça-feira (13/3), dados sobre o uso das áreas desmatadas no Mato Grosso serão apresentados em Cuiabá pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que em parceria realizam o projeto TerraClass.

A apresentação abre o Seminário "Terra Sustentável – Ideias para recuperar e preservar terras degradadas", realizado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) a partir das 08h30 horas no auditório da Famato (Rua B, esq. rua 2, Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT).

Os dados do TerraClass são resultado da análise das informações sobre o desflorestamento ocorrido até 2008 que constam no inventário do Prodes, sistema do INPE que mapeia anualmente o desmate na Amazônia Legal com base em imagens de satélites. Para mostrar o que foi feito com os 720 mil quilômetros quadrados de florestas já derrubados, o TerraClass classificou o uso das áreas desmatadas do bioma.

Foram gerados mapas para cada um dos nove estados da região, considerando as seguintes classes temáticas: Agricultura, Pasto Limpo, Pasto Sujo, Pasto com Solo Exposto, Regeneração com Pasto, Vegetação Secundária, Mosaico de Ocupações, Mineração e Área Urbana.

Depois de lançado em Brasília em setembro do ano passado, o TerraClass foi apresentado no estado do Pará e agora acontece o mesmo em relação a Mato Grosso. Todos os dados do mapeamento, assim como o sumário executivo do projeto, estão disponíveis no site do INPE. A página pode ser encontrada no item "Amazônia" da relação de "Produtos e Serviços" do website.

Satélites

O monitoramento por satélites é hoje imprescindível na contenção do desmatamento para proteger a biodiversidade e frear alterações no clima, além de gerar as informações necessárias à implantação de políticas voltadas ao desenvolvimento sustentável. Desde 1988, o INPE mapeia de forma operacional o desflorestamento na Amazônia através do Prodes, sistema reconhecido internacionalmente por sua excelência e pioneirismo.

Desenvolvidos pela Coordenação de Observação da Terra do INPE, atualmente estão em operação três sistemas – além do Prodes, o Deter e o Degrad -, que atuam de forma independente, porém complementares. O TerraClass, realizado pelo equipe do Centro Regional da Amazônia do INPE, situado em Belém, com a parceria da Embrapa, é parte do contínuo aperfeiçoamento das tecnologias desenvolvidas pelo INPE para proteger o meio ambiente.

Disponíveis pela internet, os dados sobre desmatamento na Amazônia têm fornecido subsídios a políticas públicas direcionadas para a fiscalização e para o desenvolvimento sustentável da região, ratificando o compromisso do INPE de gerar e oferecer com transparência dados e estudos de interesse da sociedade.


Compartilhe:
Busca Notícias



Links Relacionados
Número 08
Informativo INPE
05 de Janeiro de 2017