Fale Conosco
:: Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
English | Português You Tube RSS Facebook Twitter
A A A







Valid XHTML 1.0 Strict  CSS válido!

Notícias

Compartilhe:
Desmatamento na Amazônia cai 14%.
INPE estima 6.451 km2 no período 2009/2010


Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2010

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) concluiu a estimativa do desmatamento na Amazônia Legal para o período 2009/2010 realizado pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal – PRODES. A taxa projetada, a partir da análise de 93 imagens de satélite, é de 6.451 km2.  A margem de erro para esta medida é de mais ou menos 10%.

A taxa de desmatamento de 2009/2010 indica uma redução de 13,6% em relação ao período anterior. Trata-se da menor taxa medida pelo INPE desde 1988, quando o instituto iniciou a série de levantamentos anuais do desmatamento.

A estimativa do PRODES foi anunciada na manhã desta quarta-feira (1º/12), em Brasília, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na presença do diretor do INPE, Dr. Gilberto Câmara, e do coordenador do Programa Amazônia do instituto, Dr. Dalton Valeriano.

Confira aqui a apresentação feita pelo Dr. Gilberto Câmara, diretor do INPE, durante o evento de apresentação da estimativa do PRODES

O PRODES é uma das ações do MCT no Plano de Ação para a Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia (PPCDAM) e tem sido reconhecido como uma contribuição fundamental para o logro das metas do PPCDAM pela presteza e transparência na divulgação da informação sobre o desmatamento na região.

O PRODES computa como desmatamento as áreas maiores que 6,25 ha onde ocorreu remoção completa da cobertura florestal (corte raso). A análise das áreas degradadas onde a floresta foi parcialmente removida é feita por outro projeto do INPE, o sistema DEGRAD. Os mapas do DEGRAD para 2010 estão sendo preparados e serão divulgados oportunamente. A tabela abaixo apresenta a participação de cada Unidade Federativa na taxa de desmatamento da Amazônia Legal.
 

Estado
Desmatamento (Km2)
Acre
273
Amazonas
474
Amapá
NA
Maranhão
679
Mato Grosso
828
Pará
3.710
Rondônia
427
Roraima
NA
Tocantins
60
Amazônia Legal
6.451


NA: Não avaliado nesta estimativa

Os mapas das áreas de desflorestamento e tabelas utilizadas no cálculo da taxa anual estão disponíveis na página do Projeto PRODES: www.obt.inpe.br/prodes

As figuras a seguir mostram a evolução do desmatamento por corte raso na Amazônia Legal:


Compartilhe:
Busca Notícias



Links Relacionados
Número 08
Informativo INPE
05 de Janeiro de 2017