Você está aqui: INPE / Gestão / Anúncios e Oportunidades / Bolsas / Outros

Bolsas / Outros

Publicado Por: INPE
Última Modificação: Dez 04, 2019 12h13

Confira as Vagas Abertas

Oportunidade para Bolsa na Divisão de Aeronomia – Projeto Tecnologia GNSS no suporte à navegação aérea [+]

Vaga para bolsista TT-4A FAPESP (R$ 5.087,20) para atuar no projeto “Tecnologia GNSS no suporte à navegação aérea” na Divisão de Aeronomia no INPE, em São José dos Campos, por 1 ano, 40 horas semanais, com início em 01 de março de 2020 e com possível renovação por mais 1 ano.

REQUISITOS: Experiência em banco de dados relacionais e não relacionais para criação e gerenciamento de banco de dados, em desenvolvimento de aplicações WEB em pelo menos uma das linguagens: Python, C/C++ e/ou Java, em administração de redes, em gerenciamento de sistemas operacionais Linux, em rotinas de backup/restore, monitoramento de carga de servidores e em storage e redundância. Experiência em processamento paralelo, distribuído e em tempo real é recomendável.

QUALIFICAÇÃO EXIGIDA: Graduado, especialista em Tecnologia de Informação (TI), com pelo menos quatro anos de experiência após a graduação, sem vínculo empregatício. Importante: o candidato não pode já ter usufruído de bolsa TT FAPESP por 2 anos corridos ou não.

Enviar currículo até 16 de dezembro de 2019 para Eurico R. de Paula no email:
eurico.paula


Oportunidades de bolsas pós-doc - FAPESP [+]

Prezados, estamos oferecendo duas oportunidades de bolsa pós-doc, vinculadas a projetos financiados pela FAPESP:

1) Projeto Nexus - transição para a sustentabilidade e o nexo água-agricultura-energia: explorando uma abordagem integradora com casos de estudo nos biomas Cerrado e Caatinga. Trata-se de um projeto multidisciplinar (ciências naturais e sociais) cujo objetivo é o estudo e produção de indicadores ambientais que permitam avaliar o estado de degradação ou não de um ecossistema e potenciais ameaças ao seu potencial de provisionamento e manutenção de serviços ecossistêmicos.

Bolsa ofertada: 1 (uma) bolsa de pós-doutorado para trabalhar com coleta de amostras in situ e análises em laboratório das potenciais fontes de água para vegetação característica dos biomas Cerrado e Caatinga, na bacia do rio São Francisco, por meio de análises de isótopos de oxigênio e hidrogênio.

Qualidades e competências: Doutorado em Ciências do Sistema Terrestre, Engenharias, Hidrologia, Ecohidrologia, Agronomia, Meteorologia, Agrometeorologia, Ciências do Solo, Física do Solo, Ecologia, Biologia ou áreas correlatas. Experiência prévia em trabalhos de campo e análises análises isotópicas em amostras de solo, planta e água. Conhecimento prático em R, phyton ou similar. Experiência em Sensoriamento Remoto ou modelagem SVAT será um bônus.

Esta posição oferece a chance de trabalhar com um time inter a transdisciplinar, publicação de artigos científicos em revistas internacionais e apresentação de resultados em workshops e conferências.

A bolsa será implementada através da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) com início previsto para Fevereiro 2020. O período de vigência da bolsa é de 12 meses com possibilidade de extensão por mais 12 meses. O candidato/candidata selecionado ficará sediado na Unidade do INPE de São José dos Campos.

Link da vaga: http://www.fapesp.br/oportunidades/3284/

As inscrições são feitas mediante envio de email para:
laura.borma
e
fabielle.mota
contendo Curriculum Vitae e carta da intenções com descrição das atividades relacionadas à vaga. Candidaturas serão recebidas até 15/12/2019. Início previsto para Fevereiro 2020.



2) Projeto: Evolução dos serviços ecossistêmicos (produção de água e biomassa) em cronossequência de regeneração florestal na Mata Atlântica, na Serra do Mar e Mantiqueira, financiado pela FAPESP. Trata-se de um projeto multidisciplinar cujo objetivo é o estudo e produção de indicadores de produção de serviços ecossistêmicos de regulação hídrica (i.e. infiltração e armazenamento de água no solo e em mananciais superficiais e subterrâneos) e climática (i.e. assimilação de carbono nos vários compartimentos) em florestas nativas da Mata Atlântica em diferentes estágios de regeneração.

Bolsa ofertada: 1 bolsa de pós-doutorado para trabalhar com pesquisas de campo e laboratório, em áreas do bioma Mata Atlântica, para medidas ecohidrológicas (i.e. variáveis hidrometeorológicas, infiltração e armazenamento de água no solo, propriedades hídricas de solos e plantas) com vistas à produção de indicadores de serviços ecossistêmicos de produção hídrica e climática.

Qualidades e competências: Doutorado em Ciências do Sistema Terrestre, Engenharias, Hidrologia, Ecohidrologia, Agronomia, Meteorologia, Agrometeorologia, Ciências do Solo, Física do Solo, Ecologia, Biologia ou áreas correlatas. Experiência prévia em pesquisa de campo e análises laboratoriais de solo e planta. Conhecimento prático em R, phyton ou similar. Experiência em Sensoriamento Remoto ou modelagem SVAT será um bônus.

Esta posição oferece a chance de trabalhar com um time inter a transdisciplinar, publicação de artigos científicos em revistas internacionais e apresentação de resultados em workshops e conferências.

A bolsa será implementada através da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) com início previsto para Fevereiro 2020. O período de vigência da bolsa é de 12 meses com possibilidade de extensão por mais 12 meses. O candidato/candidata selecionado ficará sediado na Unidade do INPE de São José dos Campos.

Link da vaga: http://fapesp.br/oportunidades/3285/

As inscrições são feitas mediante envio de email para:
laura.borma
e
fabielle.mota
contendo Curriculum Vitae e carta da intenções com descrição das atividades relacionadas à vaga. Candidaturas serão recebidas até 15/12/2019. Início previsto para Fevereiro 2020.


Contratação de Serviços Técnicos Especializado, por meio de bolsa de Pesquisa, para apoiar o Desenvolvimento do Subprojeto Brazil Data Cube, no Âmbito do Projeto FA-BIOMAS [+]

Brazil Data Cube é um projeto que está sendo desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), na cidade de São José dos Campos, SP, sob a coordenação dos pesquisadores da Divisão de Processamento Digital de Imagens (DPI), Dra. Lubia Vinhas e Dra. Karine Ferreira, com o objetivo de criar cubos multidimensionais de dados prontos para análise a partir de imagens de média resolução espacial de satélites de observação da Terra e de gerar informações sobre uso e cobertura do solo, a partir desses cubos de dados, utilizando técnicas de aprendizado de máquina e análise de séries temporais. Ele é um subprojeto do projeto Monitoramento Ambiental dos Biomas Brasileiros, financiado pelo Fundo Amazônia, por meio da colaboração financeira BNDES e FUNCATE nº17.2.0536.1. Mais detalhes pelo link:

Oportunidade de bolsa - Construção e manutenção de banco de dados geográficos, metadados e serviços web [+]

Confira oportunidade de bolsa CNPq para a construção e manutenção do banco de dados geográficos, metadados e manutenção de serviços web utilizados no projeto. O bolsista irá desenvolver atividades no INPE de São José dos Campos no âmbito do programa de Monitoramento por Satélite da Cobertura da Terra dos Biomas Brasileiros. Mais detalhes pelo link:

FIP - Desenvolvimento de Sistemas de Prevenção de Incêndios Florestais e Monitoramento da Cobertura Vegetal no Cerrado Brasileiro [+]

Os interessados deverão se cadastrar e enviar currículo na página:

https://portaldecompras.fundep.ufmg.br/Publico/ConsultarGruposAtivos.aspx

O cadastro deve ser feito no link "Consulta de Editais e Oportunidades de Consultoria" (lado esquerdo da página).

Prazo para cadastramento de currículos: 14h de 10/10/2019.

Oportunidade de bolsas: Contratação de dois bolsistas (INPE-CNPq) para a área de metodologias para detecção de desmatamento em imagens de satélite [+]

Termo de Referência - Bolsa SET

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE BOLSISTA NO ÂMBITO DO PROJETO INPE-CNPq

Objetivo da contratação

O presente Termo de Referência tem por objetivo contratar bolsista através do projeto de pesquisa denominado "Monitoramento dos Biomas Brasileiros por Satélite - Construção de Novas Capacidades" pactuado entre o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) em abril de 2019. O bolsista ficará responsável pela elaboração e teste de metodologias semiautomáticas de classificação de imagens de satélite de observação da Terra, com foco nos padrões de supressão e/ou degradação da vegetação natural visando detecção de desmatamento e de alteração da cobertura florestal primária na Amazônia Legal Brasileira.

Antecedentes e contexto

O programa de Monitoramento por Satélite da Cobertura da Terra dos Biomas Brasileiros do INPE conta hoje com dois sistemas operacionais, o PRODES e o DETER. Estes dois sistemas são complementares e foram concebidos para atender a diferentes objetivos.

O PRODES - Projeto de Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite, monitora a perda de floresta primária da Amazônia Legal Brasileira desde 1988. É a maior e mais estável série histórica para dados de desmatamento em florestas tropicais no mundo. Utiliza imagens de 20 a 30 metros de resolução espacial e estima taxas anuais de desmatamento por corte raso, ou seja, áreas com supressão total da floresta no período de agosto a julho (mais detalhes em: http://www.obt.inpe.br/prodes).

O DETER - Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real, lançado em 2004, opera como um sistema de alerta. Foi desenvolvido para apoiar a fiscalização e o controle do desmatamento e degradação florestal na Amazônia. O DETER produz diariamente alertas de alteração na cobertura florestal para áreas identificando corte raso, exploração de madeira, mineração, queimadas e outras (mais detalhes em: http://www.obt.inpe.br/deter).

O objetivo geral do projeto em tela é o aprimoramento, organização de conhecimento, capacitação e agregação de recursos humanos para o desenvolvimento do programa de Monitoramento por Satélite da Cobertura da Terra dos Biomas Brasileiros, buscando aprimorar e desenvolver novas metodologias para detecção do desmatamento na Amazônia Legal Brasileira, utilizando dados provenientes de satélite de observação da Terra, bem como, estender estas metodologias para os demais biomas brasileiros, conforme previsto no Plano Orçamentário 0001 (Monitoramento por Satélite da Cobertura da Terra dos Biomas Brasileiros) da Ação 20V9 (Monitoramento da Cobertura da Terra e do Risco de Queimadas e Incêndios Florestais) do Programa 2050 (Mudança do Clima) do Governo Federal.

Escopo do trabalho

O bolsista ficará responsável pela elaboração e teste de metodologias semiautomáticas de classificação de imagens de satélite de observação da Terra, com foco nos padrões de supressão e/ou degradação da vegetação natural visando detecção de desmatamento e de alteração da cobertura florestal primária na Amazônia Legal Brasileira. Para isso, deve aprofundar o estudo de metodologias clássicas e no estado da arte de reconhecimento de padrões e classificação de mudanças, além de métodos de fusão e avaliação de resultados. Os avanços obtidos deverão ser comunicados em forma de artigos científicos, em revistas e conferências.

Modalidade da bolsa

A bolsa, proveniente de recursos do próprio programa, seguirá a modalidade SET do CNPq (com faixa de valores dependendo da experiência do candidato), sendo requisitado título de mestre na área de execução do projeto, e comprovada experiência em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação. Detalhes desta modalidade podem ser consultados em: http://memoria.cnpq.br/view/-/journal_content/56_INSTANCE_0oED/10157/25314#rn1510set

Prazos da concessão e valores

A bolsa a ser concedida terá duração de até 28 meses, iniciando-se aproximadamente em 01 de outubro de 2019, podendo ser rescindida unilateralmente a qualquer tempo mediante aviso prévio e renovada de acordo com a conveniência das partes envolvidas e disponibilidade de recursos financeiros.

Qualificações Obrigatórias

  • Graduação em agronomia, computação, engenharia florestal/ambiental/agronômica, ou áreas afins;
  • Pós-graduação a nível de mestrado em áreas de sensoriamento remoto, ou computação aplicada ao reconhecimento de padrões ou processamento de imagens;
  • Conhecimento de geoprocessamento e habilidades no uso de Sistemas de Informação Geográficas para processamento, tratamento e análise de dados geográficos/cartográficos;
  • Experiência em sensoriamento remoto com projetos de mapeamento de mudança de uso e cobertura da terra.

Qualificações Desejáveis

  • Experiência em projetos de meio ambiente e/ou biodiversidade;
  • Experiência com geração de scripts para automatização de processos;
  • Experiência em métodos de reconhecimento de padrões;
  • Experiência na utilização de técnicas de sensoriamento remoto aplicadas à detecção de mudanças na cobertura da terra.

Processo de Seleção

Enviar curriculum vitae em formato pdf para endereço
daniel.silva
mencionando no campo assunto do e-mail "Bolsa SET - Metodologias - INPE/SJC". Serão avaliados todos os currículos que atenderem aos critérios mínimos de qualificação exigidos (item Qualificações Obrigatórias).

Local de trabalho

O bolsista exercerá suas funções na sede do INPE na cidade de São José dos Campos, São Paulo.