Você está aqui: INPE / Centro Regional do Nordeste / Sala de Imprensa / Leia na íntegra

Notícia

Direção visita centros regionais do INPE

por INPE
Publicado: Fev 04, 2020
Compartilhamento no FacebookCompartilhamento no Twitter

São José dos Campos-SP, 04 de fevereiro de 2020

Presente em todas as regiões do País, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) mantém instalações e importantes projetos em Santa Maria (RS), Eusébio (CE), Cuiabá (MT), Belém (PA) e Natal (RN). Darcton Damião e Ronald Buss, diretor e chefe de Gabinete, respectivamente, estiveram na semana passada em centros e unidades regionais para conhecer e fomentar a interação e o desempenho de projetos operacionais e científicos da instituição realizados pelo Brasil.

No Centro Regional da Amazônia (CRA), localizado em Belém, houve apresentações dos projetos DETER Cerrado e DETER Amazônia. Os dirigentes conheceram salas de treinamento, auditório, videoconferência, entre outras instalações do CRA dedicadas à disseminação do conhecimento do INPE sobre o monitoramento ambiental por satélites.

As missões e ações do CRA estabelecidas por decretos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), o quadro de recursos humanos, os processos de compras que são executados no Centro, assim como os projetos e perspectivas na área de sensoriamento remoto, também foram mostrados à Direção do INPE.

Ainda em Belém, foram analisadas as atuais parcerias e possibilidades futuras de interação do CRA/INPE, bem como as cooperações já em andamento com instituições de pesquisa e ensino de diversas partes do mundo. Na reunião com colaboradores deste centro regional, Damião destacou o papel atribuído ao INPE pelo MCTIC na Amazônia, região que tem se mostrado importante para o ministério.

Recepção de imagens

A Estação Terrena de Cuiabá (ETC) é parte da Unidade Regional do Centro-Oeste e, entre suas características, está a privilegiada localização geográfica para o rastreio de dados de satélites. Foram verificados pela Direção os sistemas de antenas, coleta de dados, infraestrutura de energia e de comunicação, bem como período de visibilidade, demandas de recursos humanos e as cooperações internacionais para recepção de imagens de satélites.

Salas de controle e todas as funcionalidades necessárias para a operação de uma Estação de Recepção e Gravação (ERG) de imagens de satélites também são mantidas pelo INPE em Cuiabá. Durante a visita da Direção, foi ainda apresentado um estudo sobre as interferências eletromagnéticas nas recepções das imagens de satélite causadas por torres de telefonia celular e as soluções encontradas.

Ciência e aplicações

Um dos principais objetivos do INPE é a parceria com universidades e instituições de pesquisas das regiões onde estão instalados os seus centros e unidades.

No Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais, por exemplo, há estreita colaboração com a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). A presença no Sul do Brasil também facilita as atividades relacionadas ao Programa Antártico Brasileiro (Proantar), do qual o INPE participa ativamente desde o seu início, nos anos de 1980.

Já o Centro Regional do Nordeste (CRN) do INPE está localizado em Natal, onde são realizados serviços e pesquisas em áreas que abrangem desde o desenvolvimento de cubesats até a operação do Sistema Brasileiro de Coleta de Dados Ambientais, essencial para o monitoramento de índices meteorológicos nas regiões mais remotas do território brasileiro.

O diretor e o chefe de Gabinete também estiveram em Euzébio, na região metropolitana de Fortaleza, onde o INPE possui um rádio-observatório dedicado a estudos sobre geodésia espacial em parceria com instituições nacionais e internacionais.


 Centro Regional Sul - Santa Maria (RS)
Centro Regional Sul - Santa Maria (RS)

Unidade Regional Centro Oeste - Cuiabá
Unidade Regional Centro Oeste - Cuiabá (MT)


Centro Regional do Nordeste - Natal
Centro Regional do Nordeste - Natal (RN)

Centro Regional do Nordeste - Eusébio
Centro Regional do Nordeste - Eusébio (CE)


Logo INPE © Todas as matérias e imagens poderão ser reproduzidas, desde que citada a fonte.