Você está aqui: INPE / Centro Regional da Amazônia / História

História

Publicado Por: INPE
Última Modificação: Abr 02, 2018 10h28

Criado pela portaria 729 de 20 de novembro de 2007, o Centro Regional da Amazônia está em operação desde janeiro de 2009.


Portaria nº 729, de 20 de Novembro de 2007

O MINISTRO DE ESTADO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, no uso de suas atribuições, resolve:

Art.1º - Criar, no âmbito do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Centro Regional da Amazônia -CRA.

Art.2º - O centro será composto pela Estação de Recepção de Dados de Satélites em Boa Vista, pelo Núcleo de Monitoramento Ambiental do INPE em Manaus e pelo Laboratório para Monitoramento Global das Florestas Tropicais por Satélite em Belém.

  1. a Estação de Recepção de Dados de Satélites em Boa Vista tem como objetivo receber, processar e disseminar imagens de satélite em sua área de cobertura, que alcança a parte Norte da América do Sul, o Caribe e a América Central;
  2. o Núcleo de Monitoramento Ambiental tem como objetivo ampliar e apoiar a competência em modelagem de mudanças climáticas na Amazônia;
  3. o laboratório para Monitoramento Global das Florestas Tropicais por Satélite terá a missão de medir e mapear o desmatamento das florestas tropicais em todo o planeta, com uso de imagens de satélites.

Art.3º - O diretor do INPE deverá tomar os procedimentos de gestão e organização interna necessários para implementação do novo Centro.

Art.4º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.


Segundo a portaria 897 de 03 de dezembro de 2008

Art. 23 - Ao Centro Regional da Amazônia compete:

  1. apoiar as atividades do INPE realizadas nas unidades de Belém, Manaus e Boa Vista;
  2. apoiar atividades de campo e de mapeamento realizadas pela equipe do Centro Regional e/ou por outras equipes do INPE, na região amazônica;
  3. manter e operar infra-estrutura de coleta e processamento de dados em suas instalações;
  4. difundir a geotecnologia em sua região;
  5. ser um centro internacional de difusão de tecnologia de monitoramento orbital de florestas tropicais;
  6. realizar a administração das atividades, dos recursos humanos e dos recursos financeiros movimentados pelo Centro Regional;
  7. atuar em outras atividades que lhe forem atribuídas pertinentes à sua área de competência.